top of page
Logo Irrigamatic
  • Foto do escritorIRRIGAMATIC IND E COM LTDA

Composteira: Entenda o que é e como fazer

Para cuidar do solo é necessário zelo e cuidado, afinal, é o local propício para o crescimento de plantas como frutos e verduras. Sendo assim, pode ser feito o uso de inúmeros artifícios para que a terra esteja boa para uso. Se procura uma tática sustentável e barata, o melhor jeito de garantir seria com o uso de adubo orgânico. 


É um fato que produzimos muito lixo ao longo dos anos, desse modo, todo esse material vai para os aterros e, assim, se misturam com todo o tipo de material, desde comidas até remédios. Esse tipo de mistura pode soltar diversos gases que prejudicam esse solo e contaminam o local, desde os lençóis freáticos até mesmo a atmosfera. 

Acompanhe o artigo de hoje para conhecer mais sobre os benefícios de se ter uma composteira em casa. E claro, como fazer uma para que as suas plantas tenham um

crescimento melhor e mais saudável. 


Boa leitura! 


O que é uma composteira?


Antes de conhecer do que se trata uma composteira é necessário que saiba o que de fato é a compostagem. Este é um processo simples e biológico feito por micro-organismos e invertebrados como as famosas minhocas, que transformam matéria orgânica como frutas, cascas, verduras e afins em um caldo homogêneo conhecido como adubo.  

Agora, o que seria uma composteira? Nada mais é do que o local onde é produzido todo esse líquido fertilizante. Pode ser feito de forma doméstica, com uma composteira pronta que é vendida em diversas lojas para algo em pequena escala, como também pode ser realizado no próprio solo. 


Você agora irá aprender como fazer uma com os materiais dispostos em sua casa ou que podem ser comprados com valores acessíveis. 





Como fazer uma composteira doméstica?


Basicamente, uma composteira doméstica é formada por três caixas empilhadas de plástico, a última com uma saída ligada a uma torneira para o escoamento do material. Os demais materiais utilizados são terra, serragem, folhas secas, alimentos e minhocas californianas. 

Com o auxílio de uma furadeira você deve fazer furos por toda a extensão do fundo da primeira e da segunda caixa. Assim, como também deve furar as tampas da segunda e terceira. Tudo vai funcionar como se fossem três camadas de processamento. 


Na primeira caixa deve ser colocado terra, as minhocas, os alimentos e a serragem por cima de tudo. Exatamente nessa ordem, já a segunda caixa deve ser colocada terra também. Os furos servem além de contribuir para o escoamento do líquido como contribuem para que as minhocas transitem de uma caixa para outra em busca de comida.  


A última caixa serve para a coleta de todo o líquido fertilizante, em média o processo dura um mês para cada caixa realizar a compostagem e todo o líquido chegar até a terceira sem problemas. 





O sistema é simples quando a comida da primeira caixa acaba, deve trocar de lugar com a segunda e logo é feito o mesmo processo para que tenha alimento para a produção dos húmus. 


O caldo que sai ao final deve ser diluído com água (1:10) já que a composição do fertilizante é bem forte. De duas em duas semanas deve ser feita a irrigação do solo com essa mistura para que o crescimento seja de acordo com o desejado.

Com os nutrientes presentes, todo o solo estará rico e terá um crescimento substancial. É importante lembrar que se tentar usar esse composto sem dissolvê-lo em água, pode causar um efeito contrário.  


A reciclagem dos materiais pode ter um desempenho muito maior do que o esperado. E ainda, a compostagem proporciona uma melhora no seu estilo de vida com a criação de hábitos ecologicamente corretos. Agora que já aprendeu pode fazer em sua residência com os materiais que tem para proporcionar um estilo de vida mais sustentável.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page